Mulheres em acção

Equipa de Rangers “Team Lioness” [“Equipa Leoa”]

Ranger, uma força especial do exército. Quando pensamos num Ranger o que nos vem à cabeça? Provavelmente uma figura masculina musculada, corajosa, destemida e poderíamos continuar a caracterizá-los. Mas um Ranger é mais do que isso, o que faz da pessoa um Ranger é a sua personalidade, a sua vontade de defender os mais fracos e que não se podem defender sejam humanos ou animais.

Uma equipa de 76 guardas-florestais do Quénia tem na sua constituição 8 mulheres que juntas formam a Team Lioness do Fundo Internacional para o bem-estar animal, que têm como missão proteger a vida animal da caça furtiva, tráfico de carne e conflito Homem-vida selvagem. São estas as mulheres que todos os dias se põem em perigo para salvar os indefesos, longe de casa e da sua família.

 “Eunice Mantei, 20, diz: “Sabe, nós mulheres da nossa comunidade éramos vistas como um ponto fraco. Em nossa sociedade não somos reconhecidos, nosso valor é apenas dar à luz e cuidar dos filhos. Mas agora fomos reconhecidos. Estamos trabalhando na mesma área que os homens… Nossas famílias dependem de nós, [enquanto] antes dependiam apenas dos homens. Agora … posso usar meu salário para educar meu irmão mais novo … para dar boa saúde a minha mãe e elevar o padrão de minha família. Essa sensação de ser reconhecida me leva a ser uma guarda florestal. “

São estas mulheres que estão e que vão mudando as velhas mentalidades de que a mulher só serve para ser dona de casa e cuidar dos filhos, a mulher tal como o homem também é forte, corajosa e digna de tudo com igualdade. Estas mulheres deixam tudo para trás para irem cumprir a sua missão, ajudar quem mais precisa.

Nos dias que correm são muitas as vezes em que pensamos mais em nós e que vemos os outros fazerem só por eles, mas é preciso cuidar dos outros, dar-lhes o que precisarem porque uma necessidade é uma necessidade por mais pequena que seja. Essas necessidades podem ser preenchidas por qualquer um de nós, homem ou mulher, não importa, e para que isso possa ser possível é preciso estar atento ao outro. Claro que também temos de cuidar de nós, se não o fizermos não seremos capazes de nos levantar todos os dias para fazer a vontade de Deus e “amarmo-nos uns aos outros como Ele nos amou”. Nesta fase difícil que todos estamos a viver devido à pandemia cada vez mais existem pessoas que se isolam e que o seu coração fica frio e triste e cabe-nos a nós aquecê-lo para que ela se levante e continue. No Evangelho de São Lucas Jesus disse ao jovem “ Levanta-te” (Lc 7, 11-17)  e diz-nos isto mesmo a nós todos os dias, sempre que ficamos mais tristes ou que já não sabemos bem quem somos e que que estamos a fazer no mundo. Ele diz-nos para nos levantarmos por nós e pelo outro. 

Nesta semana rezemos pelos que estão perdidos e precisam de ajuda para se levantarem. Rezemos também por aquelas mulheres que não podem ser eles nem ver os seus sonhos realizados por serem mulheres. Para que o mundo seja cada vez mais igual para todos e que consigamos ver no outro as suas necessidades para o ajudarmos.

Margarida Vicente

artigo preparado por
Margarida Vicente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s