MATERIAIS


NOVENA A NOSSA SENHORA DO CABO 2020

SEGUNDO DIA — 13.Setembro.2020

SAUDAÇÃO INICIAL

Padre Diamantino

1ª meditação

Da encíclica ‘Laudato si’ do Papa Francisco

221. Ajudam a enriquecer o sentido da conversão ecológica várias convicções da nossa fé, desenvolvidas ao início desta encíclica, como, por exemplo, a consciência de que cada criatura reflecte algo de Deus e tem uma mensagem para nos transmitir, ou a certeza de que Cristo assumiu em Si mesmo este mundo material e agora, ressuscitado, habita no íntimo de cada ser, envolvendo-o com o seu carinho e penetrando-o com a sua luz; e ainda o reconhecimento de que Deus criou o mundo, inscrevendo nele uma ordem e um dinamismo que o ser humano não tem o direito de ignorar. Porventura uma pessoa, ouvindo no Evangelho Jesus dizer – a propósito dos pássaros – que «nenhum deles passa despercebido diante de Deus» (Lc12, 6), será capaz de os maltratar ou causar-lhes dano? Convido todos os cristãos a explicitar esta dimensão da sua conversão, permitindo que a força e a luz da graça recebida se estendam também à relação com as outras criaturas e com o mundo que os rodeia, e suscite aquela sublime fraternidade com a criação inteira que viveu, de maneira tão elucidativa, São Francisco de Assis.

Oração

Nós Vos louvamos, Pai,
com todas as vossas criaturas,
que saíram da vossa mão poderosa.
São vossas e estão repletas da vossa presença
e da vossa ternura.
Louvado sejais!

Pai Nosso, que estais nos céus,
santificado seja o Vosso nome;
venha a nós o Vosso reino;
seja feita a Vossa vontade
assim na terra como no céu.

O pão nosso de cada dia nos dai hoje;
perdoai-nos as nossas ofensas,
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido;
e não nos deixeis cair em tentação;
mas livrai-nos do mal.

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres
e bendito é o fruto do Vosso ventre, Jesus.

Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores,
agora e na hora da nossa morte. Amen.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amen.

Ó Maria concebida sem pecado,
rogai por nós que recorremos a Vós.

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do inferno.
Levai as almas todas para o Céu, principalmente as que mais precisarem.

Nossa Senhora do Cabo, rogai por nós.

2ª meditação

Da encíclica ‘Laudato si’ do Papa Francisco

222. A espiritualidade cristã propõe uma forma alternativa de entender a qualidade de vida, encorajando um estilo de vida profético e contemplativo, capaz de gerar profunda alegria sem estar obcecado pelo consumo. É importante adoptar um antigo ensinamento, presente em distintas tradições religiosas e também na Bíblia. Trata-se da convicção de que «quanto menos, tanto mais». Com efeito, a acumulação constante de possibilidades para consumir distrai o coração e impede de dar o devido apreço a cada coisa e a cada momento. Pelo contrário, tornar-se serenamente presente diante de cada realidade, por mais pequena que seja, abre-nos muitas mais possibilidades de compreensão e realização pessoal. A espiritualidade cristã propõe um crescimento na sobriedade e uma capacidade de se alegrar com pouco. É um regresso à simplicidade que nos permite parar a saborear as pequenas coisas, agradecer as possibilidades que a vida oferece sem nos apegarmos ao que temos nem entristecermos por aquilo que não possuímos. Isto exige evitar a dinâmica do domínio e da mera acumulação de prazeres.

Oração

Filho de Deus, Jesus,
por Vós foram criadas todas as coisas.
Fostes formado no seio materno de Maria,
fizestes-Vos parte desta terra,
e contemplastes este mundo
com olhos humanos.
Hoje estais vivo em cada criatura
com a vossa glória de ressuscitado.
Louvado sejais!

Pai Nosso, que estais nos céus,
santificado seja o Vosso nome;
venha a nós o Vosso reino;
seja feita a Vossa vontade
assim na terra como no céu.

O pão nosso de cada dia nos dai hoje;
perdoai-nos as nossas ofensas,
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido;
e não nos deixeis cair em tentação;
mas livrai-nos do mal.

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres
e bendito é o fruto do Vosso ventre, Jesus.

Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores,
agora e na hora da nossa morte. Amen.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amen.

Ó Maria concebida sem pecado,
rogai por nós que recorremos a Vós.

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do inferno.
Levai as almas todas para o Céu, principalmente as que mais precisarem.

Nossa Senhora do Cabo, rogai por nós.

3ª meditação

Da encíclica ‘Laudato si’ do Papa Francisco

223. A sobriedade, vivida livre e conscientemente, é libertadora. Não se trata de menos vida, nem vida de baixa intensidade; é precisamente o contrário. Com efeito, as pessoas que saboreiam mais e vivem melhor cada momento são aquelas que deixam de debicar aqui e ali, sempre à procura do que não têm, e experimentam o que significa dar apreço a cada pessoa e a cada coisa, aprendem a familiarizar com as coisas mais simples e sabem alegrar-se com elas. Deste modo conseguem reduzir o número das necessidades insatisfeitas e diminuem o cansaço e a ansiedade. É possível necessitar de pouco e viver muito, sobretudo quando se é capaz de dar espaço a outros prazeres, encontrando satisfação nos encontros fraternos, no serviço, na frutificação dos próprios carismas, na música e na arte, no contacto com a natureza, na oração. A felicidade exige saber limitar algumas necessidades que nos entorpecem, permanecendo assim disponíveis para as múltiplas possibilidades que a vida oferece.

Oração

Espírito Santo, que, com a vossa luz,
guiais este mundo para o amor do Pai
e acompanhais o gemido da criação,
Vós viveis também nos nossos corações
a fim de nos impelir para o bem.
Louvado sejais!

Pai Nosso, que estais nos céus,
santificado seja o Vosso nome;
venha a nós o Vosso reino;
seja feita a Vossa vontade
assim na terra como no céu.

O pão nosso de cada dia nos dai hoje;
perdoai-nos as nossas ofensas,
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido;
e não nos deixeis cair em tentação;
mas livrai-nos do mal.

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres
e bendito é o fruto do Vosso ventre, Jesus.

Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores,
agora e na hora da nossa morte. Amen.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amen.

Ó Maria concebida sem pecado,
rogai por nós que recorremos a Vós.

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do inferno.
Levai as almas todas para o Céu, principalmente as que mais precisarem.

Nossa Senhora do Cabo, rogai por nós.

4ª meditação

Da encíclica ‘Laudato si’ do Papa Francisco

224. A sobriedade e a humildade não gozaram de positiva consideração no século passado. Mas, quando se debilita de forma generalizada o exercício dalguma virtude na vida pessoal e social, isso acaba por provocar variados desequilíbrios, mesmo ambientais. Por isso, não basta falar apenas da integridade dos ecossistemas; é preciso ter a coragem de falar da integridade da vida humana, da necessidade de incentivar e conjugar todos os grandes valores. O desaparecimento da humildade, num ser humano excessivamente entusiasmado com a possibilidade de dominar tudo sem limite algum, só pode acabar por prejudicar a sociedade e o meio ambiente. Não é fácil desenvolver esta humildade sadia e uma sobriedade feliz, se nos tornamos autónomos, se excluímos Deus da nossa vida fazendo o nosso eu ocupar o seu lugar, se pensamos ser a nossa subjectividade que determina o que é bem e o que é mal.

Oração

Senhor Deus, Uno e Trino,
comunidade estupenda de amor infinito,
ensinai-nos a contemplar-Vos
na beleza do universo,
onde tudo nos fala de Vós.
Despertai o nosso louvor e a nossa gratidão
por cada ser que criastes.
Dai-nos a graça de nos sentirmos
intimamente unidos a tudo o que existe.

Pai Nosso, que estais nos céus,
santificado seja o Vosso nome;
venha a nós o Vosso reino;
seja feita a Vossa vontade
assim na terra como no céu.

O pão nosso de cada dia nos dai hoje;
perdoai-nos as nossas ofensas,
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido;
e não nos deixeis cair em tentação;
mas livrai-nos do mal.

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres
e bendito é o fruto do Vosso ventre, Jesus.

Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores,
agora e na hora da nossa morte. Amen.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amen.

Ó Maria concebida sem pecado,
rogai por nós que recorremos a Vós.

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do inferno.
Levai as almas todas para o Céu, principalmente as que mais precisarem.

Nossa Senhora do Cabo, rogai por nós.

5ª meditação

Da encíclica ‘Laudato si’ do Papa Francisco

225. Por outro lado, ninguém pode amadurecer numa sobriedade feliz, se não estiver em paz consigo mesmo. E parte duma adequada compreensão da espiritualidade consiste em alargar a nossa compreensão da paz, que é muito mais do que a ausência de guerra. A paz interior das pessoas tem muito a ver com o cuidado da ecologia e com o bem comum, porque, autenticamente vivida, reflecte-se num equilibrado estilo de vida aliado com a capacidade de admiração que leva à profundidade da vida. A natureza está cheia de palavras de amor; mas, como poderemos ouvi-las no meio do ruído constante, da distracção permanente e ansiosa, ou do culto da notoriedade? Muitas pessoas experimentam um desequilíbrio profundo, que as impele a fazer as coisas a toda a velocidade para se sentirem ocupadas, numa pressa constante que, por sua vez, as leva a atropelar tudo o que têm ao seu redor. Isto tem incidência no modo como se trata o ambiente. Uma ecologia integral exige que se dedique algum tempo para recuperar a harmonia serena com a criação, reflectir sobre o nosso estilo de vida e os nossos ideais, contemplar o Criador, que vive entre nós e naquilo que nos rodeia e cuja presença «não precisa de ser criada, mas descoberta, desvendada».

Oração

Deus de amor,
mostrai-nos o nosso lugar neste mundo
como instrumentos do vosso carinho
por todos os seres desta terra,
porque nem um deles sequer
é esquecido por Vós.
Iluminai os donos do poder e do dinheiro
para que não caiam no pecado da indiferença,
amem o bem comum, promovam os fracos,
e cuidem deste mundo que habitamos.
Os pobres e a terra estão bradando:
Senhor, tomai-nos sob o vosso poder e a vossa luz,
para proteger cada vida,
para preparar um futuro melhor,
para que venha o vosso Reino de justiça, paz, amor e beleza.
Louvado sejais!

Pai Nosso, que estais nos céus,
santificado seja o Vosso nome;
venha a nós o Vosso reino;
seja feita a Vossa vontade
assim na terra como no céu.

O pão nosso de cada dia nos dai hoje;
perdoai-nos as nossas ofensas,
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido;
e não nos deixeis cair em tentação;
mas livrai-nos do mal.

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres
e bendito é o fruto do Vosso ventre, Jesus.

Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores,
agora e na hora da nossa morte. Amen.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amen.

Ó Maria concebida sem pecado,
rogai por nós que recorremos a Vós.

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do inferno.
Levai as almas todas para o Céu, principalmente as que mais precisarem.

Nossa Senhora do Cabo, rogai por nós.

[TRÊS AVÉ MARIAS]

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres
e bendito é o fruto do Vosso ventre, Jesus.

Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores,
agora e na hora da nossa morte. Amen.

Salve, Rainha,
Mãe de misericórdia,vida, doçura e esperança nossa, salve.A Vós bradamos, os degredados filhos de Eva,a Vós suspiramos, gemendo e chorando,neste vale de lágrimas.Eia, pois, Advogada nossa,esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei.E depois deste desterro,Nos mostrai Jesus, bendito fruto do vosso ventre.Ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria.Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amen.

ORAÇÕES E INTERCESSÕES

[ O leitor ] [ a assembleia ] [ ambos ]

[ Renúncia ao mal e Profissão de Fé ]
“Senhor Jesus, vimos à Vossa presença tal como somos.
Lamentamos os nossos pecados: por misericordia perdoai-nos.
Em Vosso nome perdamos a todos os que nos ofenderam.
Renunciamos a Satanás, aos espíritos imundos e às suas obras.
Entregamo-nos totalmente a Vós, Senhor Jesus, agora e para sempre.
Entrai na nossa vida, Jesus.
Sois o nosso Senhor, o nosso Deus, o nosso Salvador.
Pela Vossa Graça curai-nos, transformai-nos
e fortalecei-nos o corpo, a alma e o espirito!”

[ Invocação de Nossa Senhora do Cabo ]
“Invoquemos a Mãe de Deus, sob o título de Nossa Senhora do Cabo e peçamos-lhe que nos acompanhe nesta novena, intercedendo por nós junto do Pai celeste:
Dizemos todos: Intercedei por nós, ó Mãe do Céu!
— Intercedei por nós, ó Mãe do Céu!
Pela conversão e protecção da vila de Linda-a-Velha,
Pelo fim do aborto e da eutanásia,
Pela paz no mundo,
Pela paz na Igreja,
Pela paz nas nossas comunidades,
Pela paz nas nossas famílias,
Pela paz nos nossos corações,”

[ Acto de contrição ]
Digamos o acto de contricção:
“Meu Deus, porque sois infinitamente bom e Vos amo de todo o coração, pesa-me ter-Vos ofendido, e, com o auxilio da Vossa divina Graça, proponho firmemente emendar-me e nunca mais Vos tornar a ofender; peço e espero o perdão das minhas culpas pela Vossa infinita Misericordia. Amen.”

[ Invocação dos Santos ]
Invoquemos a intercessão dos Santos, dizendo: rogai por nós.
São José: — Rogai por nós!
Santo Anjo de Portugal:
São Nuno de Santa Maria:
São Francisco Xavier:
São João de Deus:
Santo António de Lisboa:
Santa Teresa do Menino Jesus:
Santa Rita de Cássia:
São João XXIII:
São João Paulo II:
Santos Francisco e Jacinta Marto:

[ Intercessões  ]
Invoquemos o nosso Pai celeste por intercessão de Nossa Senhora do Cabo,
dizendo: Deus nosso Pai atendei a nossa prece.
– Deus, nosso Pai, atendei a nossa prece.

Pelos governantes de todos os países, para que conduzam a humanidade a cuidar do planeta terra.
Pelos que fazem as leis internacionais, para que promovam uma ecologia integral, cuidando das famílias, das sociedades e das criaturas.
Pelos que se encontram, todos os dias, a salvar e a proteger a vida do corpo e do espirito de todos os homens.
Pelos que, nos hospitais, estão a ser operados e pelos que operam e assistem.
Pelos enfermeiros e pelos que cuidam e protegem os idosos.

Pelos sem abrigo, os exaustos, os famintos, os que sofrem a tentação do suicídio.
Pelos que não conseguem dormir, que estão sós e que não se sentem amados.
Pelos que têm medo e se sentem angustiados.
Pelos doentes mentais e pelos seus cuidadores.

Pela nossa comunidade paroquial de Linda-a-Velha,
Pelos adolescentes e jovens da nossa paróquia, para que aprendam a dizer sim a Deus,
Pelos seus animadores e catequistas, para que vivam unidos a Cristo e sejam testemunhas de que Ele vive, na alegria e na comunhão do Espírito Santo,
Pelos grupos e movimentos da nossa paróquia, para que vivam e anunciem com alegria o Evangelho, e promovam a rede de relações fraternas,

Por todos os que se entregaram aos afazeres terrenos e se esqueceram de Vós.
Por todos os que, neste momento, estão em perigo de Vos perder.
Pelos que se abandonam ao pecado, deixando de procurar a santidade.
Pelos que fazem perigar a saúde da alma e do corpo, pela sujeição aos vícios.

Pelos que sofreram a morte de um ente querido.
Pelos que vão viver esta noite como a sua última noite.
Pelos que morreram de morte repentina e pelas suas famílias.
Pelos que morreram rejeitando a Graça da Vossa Igreja.

Pai Nosso

[ Oração de São Bernardo ]
“Lembrai-vos, ó Piíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer
que algum daqueles que, tendo recorrido a vossa protecção, implorado a vossa assistência e reclamado o vosso socorro, fosse por vós desamparado.
Animado pois, com igual confiança, a Vós, Virgem entre todas, singular, como a Mãe recorro, de Vós me valho, e, gemendo sob o peso dos meus pecados, me prostro a vossos pés.
Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mae do Filho de Deus humanado, mas dignai-vos de as ouvir propícia e de me alcançar o que Vos rogo.
Amen.”

[ Benção final ]


[ Hino de Nossa Senhora do Cabo ]

  1. Do Cabo Espichel,
    Senhora és chamada;
    Do povo fiel
    Tu és sempre amada.

Senhora do Cabo,
farol que alumia,
proteje os teus filhos,
ó Virgem Maria!

  1. Senhora do Cabo,
    vieste dos Céus,
    com doce mensagem
    para os filhos teus.
  2. Vem a nós, Senhora,
    encher nossas almas:
    nós te recebemos
    com hinos e palmas.
  3. Ó Virgem, Senhora,
    nossa padroeira,
    aqui vem louvar-Te
    nossa vila inteira.
  4. Tu és para nós
    a luz que nos guia;
    és a nossa esperança
    e a nossa alegria.
  5. Abre tuas mãos,
    espalhas tua luz,
    e_assim ficaremos
    na paz de Jesus.
  6. Quando for’s p’regrina
    p’ra outro lugar,
    sabemos que ficas
    connosco a morar.

Paróquia de Nossa Senhora do Cabo – Rede de relações fraternas

%d bloggers gostam disto: