Centro Social e Paroquial

Colocação da pedra angular da igreja paroquial, a 4 de abril de 1994, por Dom Albino Cleto

[Este é o quarto e último artigo do Padre Manuel Martins, que republicamos, na celebração dos 25 anos da dedicação da nossa igreja paroquial. Publicação original a 20 de outubro de 1996]

Artigo do Padre Manuel Martins
(de 20 de outubro de 1996)

Vivemos numa sociedade em constante mutação. O êxodo para os centros urbanos é inevitável. Os Planos Directores das Câmaras Municipais foram ultrapassados pela avalanche migratória. A Igreja atenta e sensível também aos problemas sociais, tem colaborado voluntariamente com as Entidades Governativas. Viu a urgência de dar resposta aos anseios das pessoas. Criou espaços de convívio e acolhimento para Idosos, – construiu para eles um Centro de Dia e Lar -; pensou nas famílias que trabalham e ofereceu-lhes Jardim de Infância e A.T.L. para as crianças; para os jovens que demandam os caminhos da vida, mostra-lhes ideais nobres e sublimes. Deu-lhes ocupações úteis. Para eles construiu a Escola de Música e organizou outras actividades para os ocupar e prevenir da marginalidade social. E para aqueles que são cristãos construiu também uma Igreja. Nela todos podem encontrar paz e acolhimento nos braços do Pai Nosso, o Pai que a todos ama com Amor infinito e misericordioso e não faz acepção de pessoas.

Padre Manuel Martins (20-10-1996)

Um pensamento sobre “Centro Social e Paroquial

  1. Graças ao Sr. Padre Manuel Martins, temos hoje um complexo com multi funções que são muito do que Linda a Vela necessitava
    Foi ele o grande mentor/obreiro a querer fazer uma obra de tanto valor para a terra.
    Pensou no lar, porque tal como ele falou numa missa a a que assisti, estava farto de dar chapas de zinco ara tapar velhos…ouvi e nunca mais esqueci.
    Pensou numa nova igreja, porque se não tivesse sido ele, ainda hoje estávamos na Av. D. Pedro V na cave de um prédio, porque dúvido que tivesse posteriormente alguém que se metesse numa obra como a dele.
    Pensou na Escola de Música que tanta gente hoje a frequenta e porque quis dar uma oportunidade em especial aos jovens, para terem perto de suas casas o que de outra maneira talvez não conseguissem.
    Esta foi uma obra muito grande a que o Sr. Padre Manuel Martins idealizou e levou a bom porto.
    Tenho um enorme respeito por este Senhor que foi capaz de fazer em conjunto com muitos paroquianos que foram sempre ajudando conforme as suas posses e dando-lhe alento a seguir em frente.
    Tenho pena que ele tenha saído da nossa paróquia, quase empurrado, por pessoas que não gostavam dele, porque com ele não podiam meter a mão onde não podiam.
    Foi para o Funchal onde vive pobremente, mas certamente livre.
    Que Deus o proteja.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s