Família é união

30.8.2020

Muitos de nós já devem ter visto o filme “Coco”, da Disney, um filme sobre a verdadeira essência da família. Um filme inspirado no “dia de los muertos” uma festividade mexicana para honrar os que já partiram deste mundo, neste dia existem grandes festas com comida, bolos, música, doces e as casa são enfeitadas com flores, velas e incensos para dar as boas vindas aos que neste dia têm permissão para visitar o mundo dos vivos.

Este filme retrata o poder e a importância da união familiar. Esta união existe nos vivos mas tem a sua origem em todos os nossos antepassados que tornaram possível que esta existisse. A família dá-nos proteção, carinho, afeto e muitas vezes é a nossa conselheira, é a partir dela que que nos formamos enquanto pessoas através dos seus ensinamentos e convivências. Da nossa família fazem também parte aqueles que nós escolhemos para tal, sem que tenhamos qualquer tipo de relação de sangue, são aqueles que nos guardam, ajudam, aconselham, que nos dão afeto (por exemplo antes de casarmos com alguém já escolhemos essa pessoa para fazer parte da nossa família ou quando temos uma amizade de tão longo prazo que essa pessoa se torna família). A família é por isso a relação mais importante que nós temos na nossa vida e sem ela não seriamos nada.

No mundo existem muitas pessoas que pelas mais diversas razões foram abandonadas pela família mas que encontram durante a sua vida uma nova família. Esta família é aquela a que eu gosto de chamar “família do coração”, e que se calhar todos nós estamos incluídos em algum momento da nossa vida. Podemos não dar conta disso por estarmos demasiado ocupados com o stress da vida e acabamos por não dar muita importância a essa relação, algo que pode levar a que a pessoa se sinta só e que não tem ninguém no mundo quando na realidade nos tem a nós. Temos de tomar mais atenção aos que nos rodeiam dando-lhes a ajuda que precisarem.

A família é também aquela que mais nos apoia, que nos dá asas para voarmos em direção aos nossos sonhos. Dá-nos tudo aquilo de que precisarmos para que sejamos felizes e alcancemos tudo aquilo que sempre quisemos. Está sempre do nosso lado quer as coisas corra bem ou mal, isso não importa porque acima de tudo eles amam-nos. É este amor que também faz com que hajam os “raspanetes”, na altura vistos com tristeza e como algo mau mas que no futuro irão ser vistos como algo muito bom porque foi a partir deles que aprendemos o que é bom e o que é mau para nós e que foi a partir deles que nos tornámos quem somos hoje.

Para concluir a família é então aquela que nos dá a vida que nos empurra para o caminho certo e nos dá as ferramentas para tal. A família não é algo para deitar fora nem algo que seja descartável, é para SEMPRE e merece que nós estejamos lá para ela assim como ela está para nós.

Nesta semana rezemos por aqueles que estão abandonados e não têm ninguém. Rezemos também por todas as famílias do mundo para que a união seja cada vez mais forte.

Margarida Vicente

artigo preparado por
Margarida Vicente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s