Preparação do Sínodo dos Bispos


Está à nossa disposição a possibilidade de reflectirmos o que quer o Espirito Santo fazer da nossa Igreja.
Assim convido os paroquianos a responder a estas perguntas e a estarem presentes este domingo, pelas 17h00, afim de elaborarmos um conjunto de conclusões a serem apresentadas ao Senhor Patriarca.
0.A – Como é que o pedido do Papa João Paulo II para uma «nova evangelização: nova no seu ardor, nos seus métodos, nas suas expressões» se tem enraizado nos crentes, nas famílias e nas comunidades da nossa diocese?
0.B – Que acções pastorais têm concretizado a “nova evangelização”? Que acções conheceram uma mudança e quais as que conheceram um incremento significativo? Pelo contrário, quais as acções que desenvolveram formas de resistência e quais as que se distanciaram do assunto?
I.A – Quais as principais mudanças que aconteceram, nos últimos 20 anos, na sociedade onde a comunidade cristã está inserida?
I.B – Que efeitos é que essas mudanças têm provocado na comunidade cristã?
I.C – Que resposta é que a comunidade tem dado a esses desafios?
I.D – Que novas formas de vivência religiosa vão surgindo e que dificuldades e oportunidades pastorais têm sido encontradas?
II.A – De que modos as comunidades cristãs estão a proporcionar o encontro com Cristo Vivo e levam os cristãos à partilha dessa experiência com os outros?
II.B – O que se está a fazer na comunidade cristã para que a Palavra e a Eucaristia sejam a melhor maneira de viver a fé cristã como uma experiência espiritual?
II.C – Que iniciativas têm havido para que a catequese esteja cada vez mais integrada na vida das paróquias e promova a participação activa dos pais?
II.D – “A missão agora também se vive nas nossas comunidades locais no nosso contexto de vida normal”. De que modo a urgência do anúncio missionário tem sido vivido pelos baptizados em geral e como componente habitual das acções pastorais da comunidade?
III.A – Que experiências, que instituições, que novas iniciativas ou grupos nasceram ou se espalharam, na paróquia ou fora dela, com o objectivo de propor o primeiro anúncio da fé e a adesão séria ao Evangelho, e também dialogar com os que estão fora da Igreja?
III.B – Que iniciativas estão a ser feitas nas comunidades para re-estruturar os itinerários de iniciação e educação para a fé (iniciação cristã de adultos, catecumenado baptismal, catequese da infância e adolescência e de adultos, preparação para a confirmação, outras)?
III.C – Que atenção a paróquia dá ao mundo da escola e que relações mantêm com os diferentes agentes (alunos, professores, pais, associações…) nela inseridos?
III.D – Como é que as comunidades cristãs vivem a urgente necessidade de chamar e formar evangelizadores?
III.E – Que interacções e forma de cooperação têm existido entre as paróquias e os movimentos, no âmbito da Nova Evangelização?

Publicado por

Padre Diamantino Faustino

Pároco de Linda a Velha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s