CONCERTO – IGREJA NOSSA SENHORA DO CABO – 9 DE OUTUBRO 20h30

Johannes Lang (Alemanha) – órgão
Julian Fahrner (Alemanha) – violino
Christopher Koppitz (Lisboa) – oboé

Programa do Concerto
Johann Sebastian Bach
(1685-1750)

Praeludium mi menor, BWV548.1
para órgão

Sonata sol menor, BWV1020
para oboé e órgão
– Allegro
– Adagio
– Allegro

Concerto duplo re menor, BWV1060
para oboé, violino e órgão
– Allegro
– Adagio
– Allegro
Joseph Gabriel Rheinberger
(1839-1901)
de obras para Violino e Órgão:
– Thema mit Veränderungen
– Pastorale
– Abendlied
– Elegie

Johann Sebastian Bach
(1685-1750
Fuga mi menor, BWV548.2
para órgão

Johannes Lang
Nasceu em 1989, em Düsseldorf, e ganhou em 2009 o primeiro
prémio no Concurso Internacional de Órgão Dietrich Buxtehude,
com os órgãos históricos da cidade de Lübeck, sendo também o
participante mais jovem. Distinguiu-se como vencedor por onze
vezes no concurso Jugend musiziert e recebeu o terceiro prémio
bem como o Prémio do Público no 2.º Concurso Internacional de
Órgão da Fundação Dieter-Ernstmeier em Herford (2008).
Ganhou o segundo prémio e três prémios especiais no 7.º
Concurso Europeu de Órgão para Jovens, em Ljubljana (2007). É
bolseiro da Deutschen Stiftung Musikleben e da Studienstiftung des
deutschen Volkes. Outros prémios que obteve foram o Prémio de
Excelência da Deutsche Stiftung Musikleben pelos seus três primeiros
prémios com pontuação máxima no concurso Jugend musiziert.
Johannes Lang estuda órgão com Prof. Martin Schmeding na
Escola Superior de Música em Freiburg e cravo com Prof. Dr.
Robert Hill, na mesma instituição. Participou em masterclasses com
Arvid Gast, Bine Katrine Bryndorf, Zsigmond Szathmary e
Gerhard Gnann.
Excerce a função de organista e cantor na Kreuzkirche Freiburg, é
professor de órgão e baixo contínuo e estuda musicologia, nos
temas que tocam em particular órgãos e sinos.
Tocou recitais em diversos órgão de renome, na Alemanha, Suiça,
Áustria e Eslovénia e como gravista deu a sua estreia de orquestra
em Fevereiro de 2010 em colaboração com os Bergische
Symphoniker.
Em Junho 2010 fez uma digressão de concertos na Síria, sob
convite do Instituto Alemão e da Embaixada Alemã.
Em Agosto de 2010 sai o seu primeiro álbum na editora JUBAL,
com obras de compositores da Alemanha central, onde toca no
órgão histórico de Silbermann, de 1718, em Grosskmehlen.

Julian Fahrner
Nasceu em 1990 em Basel e começou os seus estudos no violino
com 6 anos de idade na Academia de Música de Basel, onde
posteriormente foi aceite na classe para promoção de alunos
dotados. Teve aulas com Heidy Reaber e mais tarde com Prof. Jörg
Hofman em Freiburg. Desde 2008 estuda na Escola Superior de
Música de Karlsruhe com Prof. Albrecht Breuninger.
Foi premiado diversas vezes no concurso Jugend musiziert,
contando, entre outros cinco primeiros prémios com pontuação
máxima nas categorias de violino solo e música de câmara. Obteve
o Prémio Especial da Bundesapothekerkammer, da Badische Gemeinde
Versicherung e da Sparkasse Markgräferland. Em 2008 o seu quarteto
de cordas recebeu o Prémio Eduard Söring, ao qual foi vinculado
uma bolsa da Deutsche Stiftung Musikleben.
Durante vários anos fez parte da Orquestra Juvenil de Baden-
Württemberg, no qual também foi concertino. Integrou
igualmente a Kammerphilharmonie Baden-Württemberg, sob a
direcção de Christoph Wyneken. Colaborou em várias gravações
para as estações de rádio SWR e Bayrische Rundfunk. No âmbito do
trabalho com o seu quarteto de cordas “Elliot O”, fundado em
2007, recebe aulas na Escola Superior de Música de Estugarda com
o conhecido Vogler Quartett.
Complementa a sua educação musical com masterclasses e colabora
regular com Christoph Wyneken, Prof. Conradin Brotbek, Prof.
Gerhard Gnann e com o Vogler Quartett.
A sua actividade como solista, bem como instrumentista de
orquestras e grupos de camâra levou-o a digressões pela
Alemanha, bem como pela Suiça, França, Espanha, Itália, Polónia,
Egipto, Equador e Síria.
Em 2010 recebe o Prémio Cultural Markgräfler, em conjunto com
o seu colega Johannes Lang (órgão).
Desde a Primavera de 2009 a Deutsche Stiftung Musikleben
disponibiliza-lhe um Violino de Nicolas Didier (Mirecourt, cerca
de 1800), uma cedência (?) do património familiar de Hamburgo.
Julian Fahrner recebe apoios pelas Fundações Dr. Karl e Elisabeth
Eisele e a Fundação Rudolf Eberle.

Christopher Koppitz
Estuda com o Professor Luís Vieira na Escola de Música Nossa
Senhora do Cabo em Linda-a-Velha desde o ano lectivo de
2001/2002.
Participa em audições regulares na Escola Alemã de Lisboa, onde é
aluno e ainda no Concerto no Solar dos Zagalos (Almada), no
Instituto Alemão (Goethe-Institut), no Cine-Teatro da Covilhã,
Santa Maria da Feira no 1º Encontro de Oboés Yamaha. Com o
Maestro Atalaya, participa também num filme realizado por
Manoel de Oliveira. É convidado como oboé solista para tocar o
concerto de Marcello com o Ensemble de Palhetas Duplas, no
Auditório Eunice Muñoz.
Em 2009 e 2010 foi seleccionado pelo projecto do Centro
Cultural de Belém para tocar nos “Dias da Música”.
Participação em vários Master Class de Oboé, como por exemplo,
com Omar Zoboli, Sally Dean, Luís Vieira, François Leleux e
Dietheim Jonas. A Orquestra da Escola de Música Nossa Senhora
do Cabo, do qual é 1º Oboé, trabalhou em 2008 com a Maestrina
Joana Carneiro, num concerto na Aula Magna de Lisboa.
Em 2010 participou no projecto “Café-Concerto da Primavera”
com a “Belle Époque Salon Orquestra” que se realizou no Museu
Nacional dos Coches.
Premiado por três vezes no concurso alemão “Jugend Musiziert”
(Jovens Músicos): em 2006 e 2009 com o 1º prémio na final de
Oboé Solo, tendo também sido atribuído o prémio “Europa-Preis”
e em 2007 com o 3.º prémio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s